Glendalough, Wicklow, Irlanda

Glendalough é um vale (vale longo e profundo de origem glacial onde um rio pode fluir pelo vale) e uma vila na Irlanda, localizada no Parque Nacional das Montanhas do Condado de Wicklow. Seu nome significa vale de dois lagos. A aldeia foi estabelecida por um eremita sacerdote, São Kevin, no século VI no local de um antigo mosteiro. Muitos de seus seguidores queriam segui-lo e se estabeleceram no vale também. Há uma torre redonda de 33 metros, que foi usada para proteger relíquias, livros e cálices, e uma cruz celta alta, conhecida como a cruz de São Kevin. A aldeia foi estabelecida ao lado do Lago Inferior e as falésias ao norte do Lago Superior são reconhecidas como locais populares de escalada.

Dicas

Não há taxa de admissão para entrar no parque ou no local do antigo mosteiro, mas você deve deixar o seu carro nos parques de estacionamento nas proximidades e pagar o seu lugar. A partir daqui, você pode visitar tudo a pé.

Você pode visitar o ano todo respeitando os horários de abertura das barreiras de estacionamento, que estão fechadas à noite.

Você encontrará várias trilhas de montanha. No entanto, não há caminhadas guiadas ou supervisionadas.

Península Renote, Trégastel, Côtes-d’Armor, Brittany, Frância

A península Renote está localizada na Côte de granit rose; em Manche, e pertence à comuna francesa de Trégastel, no departamento de Côtes-d’Armor, na Bretanha. É um lugar natural protegido. Você pode desfrutar da fauna e vegetação do litoral com praias e enseadas; a água é turquesa e o granito rosa, o que dá um belo efeito de cores. Muito perto do parque de estacionamento, encontrará à direita uma praia de fácil acesso mas também encontrará outras praias um pouco mais selvagens se passear.

Dicas

Se quiser contornar a ilha, pegue o caminho da alfândega, você terá que caminhar por cerca de uma hora.

Se preferir, você também pode fazer uma visita guiada.

Parque Marinho Saguenay-Saint-Laurent, Quebec, Canadá

O Parque Marinho Saguenay-Saint-Laurent é um local bem conhecido pela beleza das suas paisagens e pela presença de mamíferos marinhos (baleias, focas) e pássaros. Este é o lugar onde o rio e o fiorde se encontram. Diferentes empresas oferecem cruzeiros para observação de baleias em zodíacos ou barcos; variando de 12 a 600 passageiros. As excursões são acompanhadas por um guia ou capitão bilíngüe que tem o prazer de lhe contar sobre as baleias e o fiorde. A duração é de aproximadamente 2 horas – 2 horas e meia. As partidas são da marinha de Tadoussac ou nas proximidades. Existem várias espécies de baleias mas a única que vive o ano todo no São Lourenço é a beluga, as outras só vêm se alimentar de maio a outubro.

Dicas

É aconselhável levar protetor solar, óculos escuros, binóculos se quiser ter uma visão melhor, casaco, sapatos fechados e claro, câmera fotográfica.
Nesta situação especial, é obrigatório o uso de máscara.
Você também pode visitar o CIMM (Centro de Interpretação de Mamíferos) para ampliar seus conhecimentos.