Barcelona, Catalunha, Espanha

Barcelona é considerada a segunda cidade espanhola por população e pelas suas actividades. Seu porto no Mediterrâneo é um dos mais importantes no sul da Europa. Sua língua principal é o catalão. É uma cidade turística por excelência conhecida pela obra arquitetônica que Antonio Gaudi deixou: La Sagrada Família, Parc Güell e Casa Batlló estão entre suas obras mais destacadas. A cidade è também famosa por seus Ramblas  (ruas perto do porto), onde há um monte de artistas, bares, restaurantes, lojas de souvenirs, etc.

Dicas

Obter o cartão de 10 viagens para economizar em suas viagens por transporte público. Se você ficar um tempo, você também pode comprar o cartão que lhe permite fazer 50 viagens em um mês, é ainda mais econômico.
Para entrar no metrô, você deve ter cuidado, porque você deve colocar o bilhete para a esquerda e passar pela direita, se você estiver distraído, outra pessoa pode passar em seu lugar e você terá de comprar outro bilhete.
Se pensa usar o ônibus de turismo, compre o seu bilhete na net assim você obtém um desconto de 10%.
Há algumas atrações gratuitas: Parque Guell, o Parque Labyrinth, o Museu de Arte Caixa-Forum, a parte mais antiga da cidade, o porto e a praia, onde você pode chegar de metro.
No Museu Picasso você entra de graça no primeiro domingo de cada mês.
Os restaurantes nas Ramblas, não valem a pena, eles são caros, e o serviço gourmet não é bom.

Split, Croácia

Split é a segunda cidade mais povoada da Croácia e da sede do Condado de Split Dalmácia. A cidade foi estabelecida dentro do enorme palácio do imperador romano Diocleciano (de origem dálmata); construído entre 294 e 305 e tinha uma área de 39.000 metros quadrados e depois foi expandido em torno do palácio. De 1420 até 1797, Split tornou-se parte da República de Veneza; é por isso que o centro histórico há edifícios em estilo veneziano (Palácio do Reitor, a Câmara Municipal, a torre Venetian). França e Napoleão governaram Split, de 1805 a 1813. A partir de 1815 até 1919 ela era uma parte da Áustria. Após o colapso do Império Austro-Húngaro ea com a fundação do Reino dos Sérvios, Croatas e Eslovenos, a cidade fazia parte da Dalmácia jugoslava. Hoje, Split é um importante porto industrial e turístico e está listado na lista da UNESCO do Património Mundial. Encontramos ainda parte do palácio na mesma beira-mar como o portão Maritimo conhecido na antiguidade porque permitiva qaos navios de atracar diretamente.

Dicas

O centro histórico está a uma curta caminhada do porto. No interior há uma parte que hoje é um grande mercado com postos que vendem souvenirs. Você também pode visitar os três museus que estão localizados dentro da cidade velha e dois outros museus do exterior. Há também um claustro, que foi arrumado por Rodin.