Reserva Juréia-Itatins, Peruibe, São Paulo, Brasil

Um dos lugares mais bonitos do litoral sul de São Paulo é a cidade de Peruíbe, em especial a Cachoeira Paraíso na reserva da Juréia-Itatins e descendo o morro da Juréia em estrada rodeada de Mata Atlântica, uma descida deslumbrante, para praia de Guaraú; uma praia muito limpa e com comida típica de caiçara com base em peixes e frutos do mar e o melhor camarão Saint Peter! Com a Portaria Normativa, a Fundação Florestal adequa o uso público da cachoeira como instrumento de educação ambiental. O acesso ao local só será permitido por meio de visitação programada e monitorada, sendo 180 o número máximo de visitantes independentes (sem necessidade de agendamento prévio, mas recomendado) e 90 para grupos organizados (agendamento prévio obrigatório). É necessário um tíquete para entrada e atendimento à população acontece entre 8h e 17h, diariamente. A área para banho fica restrita à piscina natural, não sendo permitido o acesso às áreas superiores da cachoeira. Monitores estão treinados e capacitados para receber as pessoas e fornecer informações e palestras sobre a importância da proteção da biodiversidade, da cachoeira e da Estação Ecológica – um dos últimos locais com Mata Atlântica pouco alterada do litoral brasileiro.

Dicas

O trajeto pode ser feito de ônibus do transporte público com preço muito acessível porém, as instabilidades dos horários que ficam indefinidos e sem informações podem prejudicar o tempo de permanência nos locais para entrada no Parque da Estação Ecológica Juréia-Itatins.
Sugestão primeiro aproveitar a cachoeira e depois finalizar com a praia.

Jardins Estensi, Varese, Lombardia, Itália

Os jardins do Palácio Estense, mais conhecidos como Jardins Estensi, em Varese, estão entre os mais bonitos do norte da Itália e ainda constituem uma das principais atracções da cidade. Os jardins estão localizados em torno do Palácio Estense, que era a residência de verão de Francesco III d’Est, Duque de Modena e o Governador austríaco da Lombardia, comandante das tropas imperiais na Itália. No lugar onde hoje é o Palácio do Estense, havia uma villa, a Villa de Thomas Orrigoni; em 1765 Francesco III adquiriu e restaurou para usar como uma de suas residências. O arquiteto Giuseppe Antonio Bianchi cuidou e ele também fez o esplêndido jardim. Os jardins são o lar de uma grande cuba que se abre para o maciço de flores em frente ao palácio e vários grandes canteiros, cujos arbustos pequenos e flores ornamentais são tratados em detalhes. A presença de diferentes relevos, avenidas, caminhos e gramados dá o movimento ao jardim de estilo francês. Um eixo de simetria, que passa pelo centro da entrada para a fachada da varanda, conecta a colina de pé ópticamente de uma grande área ao ar livre. Hoje, o prédio abriga os escritórios da cidade de Varese.

Dicas

O jardim é um emblema da cidade e é livre de acesso diário e gratuito.

Geralmente, no sábado, o município celebra casamentos da manhã até o meio dia e você pode encontrar mais pessoas do que o habitual. Se você vai tirar fotos, é melhor escolher outro dia do que sábado e domingo.

Se você quiser ter a melhor vista, suba todas as escadas do jardim e você também pode tirar fotos do edifício com os belos jardins e as montanhas prealpinas como pano de fundo com o Lago Varese incluído na decoração. É realmente uma bela paisagem!

Os jardins de Aranjuez, sul de Madrid, Espanha

Os jardins de Aranjuez, localizado na planície fértil do Tejo ao sul de Madrid (quase a uma hora), é um espaço onde a natureza se mistura com a arte; resort de reis e fonte de inspiração para muitos artistas, existem fontes, esculturas e árvores antigas. Foi aqui que caminhava a monarquia e a corte espanhola nos séculos XVII e XVIII. Os jardins rodeiam o Palácio Real. Os mais conhecidos são os jardins do Príncipe, a ilha eo Parterre. O mestre Joaquín Rodrigo foi capaz de interpretar este lugar em seu famoso Concerto de Aranjuez. O jardin de l’ilha é considerado o mais importante e característico da época da Casa de Áustria (século XVI) e é cercado pelas águas do Tejo. Há ninfas de mármore branco que enfeitam a escada que dá acesso ao pomar onde a Rainha Isabel II passeava. As trilhas são desenhadas em uma grade e você pode sentir o aroma de buxo, enquanto caminha através deles. Há também pequenas cachoeiras. O jardim de Paterre na fachada do palácio, apresenta caminhos cercados por sebes, cortados na sequência de um equilíbrio geométrico (como os jardins franceses da época). Duas fontes grandes são encontradas lá, a de Hércules e a de Ceres e também vasos de mármore com flores coloridas. O jardim do Príncipe, projetado no estilo Inglês, tem quase 150 hectares. Anteriormente, estes espaços enormes foram dedicados a grupos de caça. Encontramos uma grande variedade de árvores, monumentos, lagos e fontes lá.

Dicas

Se você visitar o jardim entre maio e outubro, pode desfrutar de fazer a bordo do Trem de morango; esta é uma estrada antiga de ferro.