Ermida de Santa Caterina del Sasso, Leggiuno, Varese, Itália

A Ermida de Santa Caterina del Sasso é um mosteiro construído com vista para a costa oriental do Lago Maggiore, em Leggiuno, Varese. A construção do complexo é do século XII; Alberto Besozzi de Arolo, comerciante, sobrevivente de um naufrágio durante uma travessia do lago, prometeu a Santa Catarina de Alexandria de ficar lá o resto de sua vida em oração e solidão numa caverna neste trecho da costa. Ele construiu uma capela para a Santa que ainda podemos ver no fundo da igreja.. As relíquias do Beato Alberto, estão dentro da igreja. No século XIV, houve a construção de duas igrejas dedicadas a Santa Maria e San Nicolas, que foram adicionadas ao complexo. Na fachada da igreja, encontramos quatro arcos que são os restos de um ciclo de afrescos e, visto do lago, há a torre sineira do século XIV. A parte mais antiga é a capela de 1195, localizada em um nível mais baixo em comparação com outras partes da igreja, o que levou o tamanho do túmulo de Santa Catarina no Sinai e no exterior, perto da janela há algumas fotos da transferência do corpo da santa (pelos anjos) no Monte Sinai. O complexo é considerado um monumento nacional desde 1914. Ele foi restaurado e reaberto nos anos oitenta. É actualmente suportado por alguns Oblatos Beneditinos. A actual igreja tem cinco partes, inicialmente separadas, agora são quatro capelas, enquanto a quinta é a capela onde reside Alberto Besozzi. A igreja está coberta com muitos belos afrescos. Ele também tem um órgão e uma estátua da Virgem com o Menino (século XVII). A ermida é acessível a pé através de uma escada que liga a um lado com o Quicchio, pequeno grupo de casas, com estacionamento para carros e um lugar para comer alguma coisa, e com a outra que se completou recentemente para o Serviço de navegação do Lago Maggiore.

Dicas

Se você não pode tomar as escadas, há um elevador (0,50 euros), construído na rocha, que o leva para a igreja.
O local é muito agradável para um passeio e tirar fotos maravilhosas de seus belos cenários.
No verão, há um ônibus direto de Laveno. A estação de trem mais próxima é Sangiano na Ligna Luino-Milão (3 km). Você também pode pegar o serviço de navegação do ago.

 

Mesquita Sheikh Zayed, Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos

A Mesquita Sheikh Zayed tem 22 412 m² e pode acomodar até 40.000 visitantes, considerada a maior mesquita nos Emirados Árabes Unidos e uma das maiores do mundo; localizada em Abu Dhabi. É a única mesquita que permite a visita de turistas. Seu nome vem do Sheikh Zayed bin Sultan Al Nahyan, que construiu o edifício de mármore de Carrara, com o maior lustre que pesa cerca de 12 toneladas e o maior tapete do mundo que é composto por 9 peças. O Sultão morreu antes do final da construção e seu filho, Khalifa, continuou o trabalho e deu o nome de seu pai para a mesquita. A construção levou 12 anos (1995-2007) e vários engenheiros e artesãos internacionais trabalharam lá. Ele tem muitas colunas (1048), arcos encimadas por cúpulas (82) e quatro minaretes de 107 metros de altura. As cúpulas estão cobertas de vidro mosaico dourado. Em seu interior, é decorada com motivos florais que foram feitos por uma empresa de artes gráficas em Milão, Itália e também encontramos pedras semi-preciosas de Áustria. Como ele foi construído em um terreno desértico, a estrutura é baseada em mais de 6.000 pilares de aço tratado para resistir à corrosão causada pelo ambiente salino. A terra foi levantada a partir de 9 metros para permitir a visão mais impressionante. O túmulo do Sultan está localizado na entrada, do lado de fora da mesquita; há dois homens que lêem o Corão o tempo todo. Em torno da mesquita há 22 colunas cada uma fornecidas com dez projetores que apontam para a mesquita.

Dicas

Para fazer a visita, as mulheres devem usar saias longas ou calças que cobrem completamente as pernas abaixo do tornozelo, ter mangas compridas e cobrir a cabeça completamente; eles podem usar sandálias e a entrada para a mesquita é feita com os pés descalços por isso, se você preferir, pode usar meias.
Tenha cuidado com o piso de mármore que é escorregadio, especialmente se há água. Nós tivemos a experiência de uma senhora que caiu fazendo mal ao tornozelo e foi imediatamente transportada cadeiras de rodas para a clínica médica no local, onde recebeu cuidados sem gastar um centavo.
Você pode tirar fotos em todos os lugares, exceto ao túmulo do Sultan.
A visita é gratuita e não pode ser visitada na sexta-feira de manhã.

Mesquita Azul, Istambul, Turquia

A Mesquita Azul ou Sultanahmet Camii é uma das mesquitas históricas de Istambul, conhecida como a Mesquita Azul por causa de cerâmica decorando as paredes de seu interior. Foi construída entre 1609 e 1616, durante o reinado do Sultão Ahmet 1 que decideu construir para apaziguar Deus após o desfecho desfavorável da guerra com a Pérsia. Ele tem o túmulo do fundador, uma escola e um hospital. É o ponto de partida para as caravanas de peregrinos muçulmanos à Meca, ela tem seis minaretes. Sua cúpula de 23,5 metros de diâmetro é suportada por quatro pilares enormes e sustentada por quatro semi-cúpulas; 260 janelas inundam o edifício de luz. O interior é decorado com 21.043 azulejos de Iznik em um azul dominante. A sala de oração é encimada por um sistema ascendente de cúpulas e semi-cúpulas, cada um apoiado por três pórticos, culminando com a grande cúpula central, que tem 43m de altura em seu ponto central. As decorações incluem versos do Corão. Os pisos estão atapetados, com tapetes dados pelos fiéis e são regularmente substituídos em caso de desgaste. O elemento mais importante no interior, o mihrab, é feito de mármore. O pátio é quase tão grande quanto a própria mesquita e está rodeado por um contínuode galerias abobadadas bastante monótonas. A fonte hexagonal central é bastante pequena em contraste com as dimensões da quadra. A porta monumental, que va ao pátio é caracterizada pela arquitetura da arcada. Até recentemente, o muezim chamando para a oração tinha que subir uma escada em espiral estreita cinco vezes por dia para anunciar a chamada para a oração. Hoje, um sistema de sonido é utilizado, e a chamada pode ser ouvida através da parte antiga da cidade, ecoou por outras mesquitas nas proximidades.

Dicas

A mesquita Sultanahmet tornou-se uma das mais populares atracções turísticas de Istambul. Grandes multidões de turcos e turistas se reúnem no por do sol no parque em frente à mesquita para ouvir a chamada para a oração da noite ao pôr do sol e a mesquita é brilhantemente iluminada por luces coloridas.
O pátio grande tem instalações sanitárias de ambos os lados.