Bem-vindo ao Tips-and-travel

No nosso blog e em nossa página no Facebook

O objetivo de sua criação é, precisamente, dicas de viagem e intercâmbio entre os amigos da página, “dicas” que foram coletadas por meio de nossas viagens, trocar experiências, fazer conhecer lugares  através de fotografias, em suma, tudo o que poderia ser útil para aqueles que planejam uma viagem.
Quando você vai a uma agência, geralmente não tem todo o tempo necessário para perguntar tudo ao agente; se você está procurando na net, não se sabe se tudo o que eles dizem é o que realmente você  encontrar no destino então quê  melhor do que nosso próprio testemunho?
Temos pessoal com experiência na área,  a quem podemos  fazer as nossas perguntas, pequenas empresas locais que gostariam de dar-se a conhecer, bed and breakfast, hotéis, pousadas, apartamentos em todos os lugares e organizar viagems solo ou em grupo, excursões,  etc.
É um grande desafio e nós faremos o nosso esforço para tornar a nossa idéia funcional claro que contando com a  sua interação.
Divirta-se e sinta-se livre para participar e espalhar a palavra aos amigos e à família.

As ilhas de Magdalena, Quebec, Canadá

As ilhas de Magdalena são um arquipélago canadense localizado sobre o centro do Golfo de San Lorenço pertencente ao Quebec. É uma área de dunas com apenas um 25% de florestas, há quilômetros e quilômetros de praia. No sul do arquipélago existem duas ilhas mais importantes; ilha du Havre Aubert (habitada pelos falantes de francês) e Ilha de Entrada (habitada por falantes de inglês). As ilhas do arquipélago estão na sua maioria ligadas por quatro dunas longas e duas pontes. Há aproximadamente 200 espécies de aves que freqüentam o arquipélago anualmente. Entre o 1 de Maio e 15 de Agosto, é recomendado de evitar as áreas de reprodução identificadas com sinais. Também encontramos várias espécies de focas e algumas baleias e golfinhos. Há uma mina, a Seleine, que extrae sal para usar no degelo das estradas.

Dicas

É um bom lugar para tomar umas ferias tranquilas, mas com a posibilidade de fazer muitas atividades, como natação, vela, windsurf, kite surf, caiaque, passeios de barco, mergulho, equitação, golfe, entre outros.
Você também pode desfrutar da gastronomia das ilhas e seus produtos locais.
Se você gosta de museus, visite o Museu do Mar.

Bradley Beach, New Jersey, Estados Unidos

Bradley Beach é uma cidade no condado de Monmouth, New Jersey, Estados Unidos. Ele tomou o nome de James A. Bradley, o desenvolvedor responsável pela criação de espaço. Tem uma população de pouco mais de 4.000 habitantes, mas no verão pode chegar a 30.000. Há um passeio com apenas alguns lugares para comprar algo para beber ou comer, mas você pode ter bons restaurantes na cidade. A praia é limpa e a água é cristalina. Há salva-vidas de plantão e enquanto eles estão em serviço, há apenas um lugar onde você pode praticar o surf. Você deve pagar para estacionar ao longo da avenida, mas você pode estacionar gratuitamente ao lado das casas na cidade e fazer uma caminhada. Você tem que pagar a entrada para a praia também.

Dicas

É um pouco lotado nos fins de semana, por isso, se você vai de carro, tente ir cedo, porque depois vai ser mais difícil de encontrar um lugar para estacionar perto da praia.
New Jersey Transit fornece serviço ferroviário que liga Bradley Beach com Hoboken Terminal, Newark Penn Station, Secaucus Junction e New York Penn Station na linha do Jersey Litoral Norte. Eles também oferecem um serviço de ônibus que liga o distrito e Filadélfia.

Treviso, Veneto, Itália

Treviso é uma cidade italiana, capital da província de mesmo nome, na região de Veneto e está situada em uma região rica em água. No mesmo município nasceram muitos rios; o mais importante é Botteniga que se divide em vários ramos, chamados de ‘Cagnani’ (canais) que caracterizam o centro histórico. O principal rio é Sile. A cidade é banhada por vários canais. A cidade velha ainda está parcialmente fechada por muros (1509), com 3 grandes portas; Porta San Tomasso, que está inteiramente coberta com pedra de Ístria; Porta Santi Quaranta e Porta Altinia. A cidade tem sido associada a uma longa tradição religiosa e monástica e manteve as paredes das igrejas e mais antigos mosteiros. Para ver: a Igreja de São Francisco, onde você vai encontrar no interior dos túmulos de um filho de Dante Alighieri e uma filha de Francesco Petrarca; a Catedral, com o Baptistério e o episcopado; a Igreja São Nicolas com afrescos importantes; Praça dei Signori (centro cultural e centro da cidade) e o Palácio de Trecento; o Monte da Misericórdia e a capela de Reitores; o Lodge dos Cavaleiros; a Ponte Pria (encostada nas paredes, onde o rio Botteniga entre a cidade e é dividido em vários canais), entre outros.

Dicas

A cidade é muito bonita de ver e de andar, então é melhor ficar 2-3 dias para ser capaz de ver tudo o que puder.
Treviso é a 41,7 quilómetros de Veneza, você pode facilmente chegar por estrada ou em transporte público (50 minutos).