Mirante de Presidente Venceslau, São Paulo, Brasil

Ele tem todo ao estilo holandês. Mas, na verdade, foi obra de um português o engenheiro português Álvaro Coelho construído em 1927 com quatro andares feitos com tijolinhos à vista e telhado em madeira, com uma estrutura reforçada com laje à base de concreto e trilhos de trem –, exatamente isso as vigas das lajes são trilhos de trem!

Coelho veio para o Brasil para vender terras por meio de uma empresa que possuía. Chegou ao Oeste Paulista e ao local que ainda nem era Presidente Venceslau – tinha alguns desbravadores e muitos índios. Comprou uma grande fazenda, construiu uma sede luxuosa e, ao lado dela, ergueu o tal mirante de onde podia ver o horizonte de suas terras e se prevenir de possíveis invasões indígenas e de “concorrentes” nos negócios.

Por muito tempo, apesar de útil na segurança das terras, o mirante, de arquitetura extremamente inovadora aos padrões brasileiros da época, ainda mais por esse rincão do Estado, serviu de decoração à sede da fazenda, que por sua vez ficou conhecida como Palácio do Álvaro Coelho ao receber grandes jantares da alta sociedade, sendo visitado por políticos brasileiros e até do exterior, a exemplo de um ministro da Húngaro, que por lá passou.

Álvaro Coelho se transformou no primeiro prefeito que criou então o primeiro município que Presidente Venceslau teve. O vilarejo, portanto, crescia. Ele vendia as terras e diminuía a fazenda. Mas o mirante continuava a ser atração aos olhares curiosos de moradores e visitantes.

Dicas

O local é de livre acesso e sem restrições pelas fotografias porém como é uma região campeira exige-se protetores solares, repelentes e água para hidratação.