A estória do samba no interior de São Paulo, Brasil

Por longo tempo, suas raízes se mantiveram fortemente rurais e ele foi chamado ora de samba de roda, ora de samba de bumbo, ora de samba de lenço ou ainda de samba rural segundo intelectuais que o estudaram nos anos 30. O povo o chamava simplesmente de batuque. No início, na então Província de São Paulo, ele se estruturou e se fortaleceu nas grandes fazendas para onde os negros foram levados como escravos para plantar primeiro a cana-de-açúcar e depois, em ainda maior número, para desenvolver o lucrativo cultivo do café. Alí ele era dançado nas senzalas e nos terreiros, ao som de grandes bumbões cavados com fogo em enormes troncos de árvores. O samba foi chegando ao território urbano e tomando seu lugar nas cidades interioranas paulistas, através das festas profano-religiosas. Foi esse samba de origem rural, (que vicejou em muitas cidades interioranas uma delas Presidente Epitácio) e o samba ganha assim um caráter integrador, pois através da música e da dança, esses novos brasileiros, também pobres e migrantes, vão conseguindo seu lugar no espaço econômico, mas também no espaço cultural e de lazer das cidades que se desenvolviam. Hoje a atual estância turística de Presidente Epitacio fica na divisa do Estado de São Paulo com o Mato Grosso do Sul um dos principais destinos para se curtir hoje a folia de rua. O carnaval da cidade é considerado um dos melhores eventos paulistas.

Dicas

Por ficar a oeste do estado, o município oferece um clima agradável e propício para curtição.
É aconselhável para garantir a sua estadia de fazer a reservação para ter seu lugar asegurado.

Borboletas em liberdade, Insectarium de Montreal, Quebec, Canada

Assim que fazemos o primeiro passo no setor principal, assistimos a um verdadeiro balé de cores brilhantes e cintilantes. Começamos a admirar magníficos espécimes, e mais de uma pensa que os visitantes são as varas. Os mais jovens seguem as danças no ar maravilhados, enquanto os adultos procuram observar mais de perto, como o fato do fotógrafo Linden Gledhill que não deixa escapar detalhe.

As borboletas de ‘Borboletas em liberdade’ vieram de fazendas de criação de mais de uma dúzia de países. A agricultura é uma das maneiras de proteger as borboletas e seus habitats na forma de um comércio justo e sustentável que envolve as comunidades que vivem no borde de florestas. Ao longo dos anos, incentivando as fazendas de criação, o Insectarium de Montreal ftem preservado mais de 500 hectares de floresta na Costa Rica, ou o equivalente de 1000 campos de futebol.

Dicas

Datas: De 19 de fevereiro a 26 de abril de 2015

• As borboletas são geralmente mais ativas pela manhã, quando o céu está ensolarado e quando tem algumas alterações na pressão atmosférica.
• As borboletas de crepúsculo decolam no final do dia na hora do pôr do sol.

Folia de Reis, Andradina, São Paulo, Brasil

Andradina é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se na região de Araçatuba e microrregião de Andradina. O Centro Cultural Pioneiros de Andradina: mais conhecida como a velha Estação Ferroviária – é, sem dúvida, o cartão postal de Andradina. Possui um teatro (externo) de arena circunflexo, onde já ocorreram festivais, shows, musicais, danças. A beleza natural pode ser observada no bosque e todos os campos por perto.
Lá uma tradição é mantida. De origem portuguesa, fontes contam que a tradição chegou ao Brasil no século XVIII. No período de 24 de dezembro, véspera de Natal, a 6 de janeiro, Dia de Reis, um grupo de cantadores e instrumentistas percorrem a cidade entoando versos relativos à visita dos reis magos ao Menino Jesus. Passam de porta em porta em busca de oferendas, especialmente para arrecadarem alimentos, animais, para realização das Festas de Santos Reis. A Folia de Reis, herdada dos colonizadores portugueses e desenvolvida no Brasil com características próprias; manifestações preservadas de geração em geração; é uma festa católica que celebra os Três Reis Magos. A visitação das casas, que dura do final de dezembro até o dia de Reis, é feita por grupos organizados, muitos dos quais motivados por propósitos sociais e filantrópicos. Devidamente armados com fantasias e instrumentos, fazendo representações dos Reis Magos e outras personagens através de música, dança e versos, as pessoas que formam parte, encantam a população. Em certas cidades é possivel se admirar um maravilhoso présepio em tamanho natural. Além dos músicos instrumentistas e cantores, o grupo muitas vezes se compõe também de dançarinos, palhaços e outras figuras folclóricas devidamente caracterizadas segundo as lendas e tradições locais. Todos se organizam sob a liderança do Mestre da Folia e seguem com reverência os passos da bandeira, cumprindo rituais tradicionais de inquestionável beleza e riqueza cultural. Complementando a festa, não poderiam faltar as barracas de comidas, bebidas e jogos, que dão o tom profano.

Dicas

Se você quer passar as férias no periodo da Folia de Reis, é melhor marcar um apontamento com algum hotel o casa para alugar para não se encontrar sem lugar onde ficar.
Nessa época do ano o calor é intenso, lembre-se de levar con você protetor solar e roupas frescas.