Luxor, Egito

Luxor é uma cidade situada na margem direita do Nilo, no Alto Egito, localizada a cerca de 700 km ao sul de Cairo e cerca de 300 km ao norte de Aswan. O site é visitado por milhões de visitantes por ano e é um dos lugares mais turisticos do Egito e é a parte sul da antiga Tebas. O templo de Luxor, ligado ao Karnak por um dromos com uma longa avenida de esfinges, foi erguido no século XIV dC durante o reinado de Amenhotep III. Ramsés II foi alterado após a adição de seis estátuas monumentais e dois obeliscos, um dos quais está localizado na Place de la Concorde em Paris (que foi oferecido para a França em 1831). O povo de Luxor vivem direta ou indiretamente do turismo. Para ver: o Templo de Luxor, Karnak, Colossos de Memnon, o Templo de Hatshepsut, a Ramesseum, Medinet Habu (famoso pelo templo funerário de Ramsés III) e o vale dos reis, rainhas, nobres e artesãos.

Dicas

Se você preferir ir diretamente para o site sem programa de excursão, você pode ir de carruagem ou táxi. Lembre-se, combine o preço antes do embarque. Uma ótima maneira para visitar a região é balonismo. Você pode fazer isso no início da manhã. Se preferir, você também pode fazer um passeio de camelo nas áreas ao longo do Nilo. Não deixe de fora, à noite, um belo passeio ao longo do Nilo é muito agradável; existem bares e restaurantes para passar uma noite relaxante. Se você gosta de fazer compras, há um mercado na mesma rua da estação, a primeira parte e para os turistas, mas se você ir um pouco mais, este é o mercado egípcio real.

The Breakers, Newport, Vermont, Estados Unidos

The Breakers é a maior casa de verão em Newport e um símbolo da preeminência social e financeira da família Vanderbilt. Cornelius Vanderbilt II tinha comprado uma casa de madeira chamada The Breakers em Newport em 1885, alguns anos mais tarde, ele pediu ao arquiteto Richard Morris Hunt para projetar uma casa de campo e substituir a casa que foi destruída pelo fogo de um ano antes. Ele construiu uma casa de 70 quartos, o estilo renascentista italiano, inspirado nos palácios do século XVI de Gênova e Turim. Ele teve importantes colaboradores de diferentes países. Gladys, a filha mais nova da família herdou a casa. Ela abriu a casa para o público em 1948 para arrecadar fundos para Newport County Conservation Society, em 1972, a associação comprou a casa e foi concebido como um monumento histórico nacional. Há também uma casa pelos cabalos e os carros a meia milha da casa.

Dicas

Você pode comprar bilhetes on-line antes de sua visita; você vai encontrar diferentes combinações para economizar dinheiro se você tomar mais de uma visita a diferentes casas.
Você pode fazer um tour de áudio guiado.
Há também uma loja de souvenirs.

Dia dos Mortos, México

Se há um feriado típico na cultura mexicana, é o Dia dos Mortos que se estende ao sul dos Estados Unidos com a comunidade mexicana. É uma festa que acontece de 31 de outubro a 2 de novembro, com tradições; conhecido especialmente pela realização de altares particulares dedicados aos mortos com oferendas (flores, comida, velas, fotos, itens que pertenciam aos mortos, etc.). De 31 de outubro a 1º de novembro o dia é dedicado às crianças mortas (angelitos = anjinhos), com um lanche doce e no dia seguinte, Dia de Todos os Santos, é dedicado aos ‘angelitos’ com um café da manhã e depois o resto do dia é dedicado aos adultos falecidos e se acrescentam outras oferendas nos altares. As pessoas visitam o cemitério em 2 de novembro. Os altares são montados em residências, locais de trabalho, hotéis, etc. Também há concursos onde eles escolhem o altar mais bonito, o público pode entrar, votar e apreciar a comida tradicional que eles prepararam para compartilhar e, dependendo da região, você também pode encontrar povos nativos com sua própria tradição. O altar possui vários níveis que representam os diferentes momentos percorridos pela alma do morto, geralmente a foto do falecido ocupa o lugar superior do altar. Nas decorações, encontramos pequenos crânios feitos de açúcar, chocolate ou plástico com o nome ou as iniciais do falecido. Toda essa decoração e oferendas servem para mostrar ao falecido que ele é amado e que não foi esquecido. Geralmente, há também uma cruz no altar e guirlandas feitas com papel colorido ou plástico, com cortes que mostram caveiras, esqueletos ou simplesmente figuras geométricas. Entre os alimentos, a não perder, está o pão do morto que é feito e consumido exatamente nesta celebração, como doces ou decorações comestíveis muito doces.


Dicas

Se você visitar o México nesta época do ano, aproveite essa experiência, não se arrependerá. Os hotéis fazem suas decorações, eventos e dependendo do hotel (geralmente grandes redes), tem festas onde você pode se disfarçar.

Se você tem a oportunidade de ver uma verdadeira festa na cidade, não hesite, vale a pena. Os mexicanos são muito amigáveis e o convidam a apreciar suas especialidades do Dia dos Mortos, e terão o prazer de acompanhá-lo neste evento, contando um pouco da história dessa tradição.

Se você preferir ficar no hotel, as várias estações de TV exibem os filmes de terror mais conhecidos.